segunda-feira, outubro 18, 2010

MOYANO, MARINA E NATÁLIA PIKOUL em Oeiras e Carnaxide


RAÍZES IBÉRICAS prossegue sábado, dia 13 de Novembro, pelas 16h, no Auditório do Centro de Apoio Social de Oeiras com Jorge Moyano que interpretará as seguintes obras de CHOPIN, na sequência dos dois últimos espectáculos de 2009:
valsas
nocturno op. 27, nº1
barcarola
nocturno op. 9
~~
~~
No dia seguinte, 14 de Novembro, pelas 11h, no Auditório Municipal Ruy de Carvalho, em Carnaxide, actuarão Marina e Natália Pikoul.
Interpretarão de Rachmaninoff "Seis peças op. 11", de Antão Rubinstein "Três melodias características" e de autoria das intérpretes a obra "Seis peças".
~~
~~
Estes espectáculos são promovidos pela Câmara Municipal de Oeiras e têm o apoio da Direcção Geral das Artes
~~
~~

sábado, fevereiro 13, 2010

MÚSICA EM DIÁLOGO 2010



MÚSICA EM DIÁLOGO prossegue em Oeiras, no Auditório do Centro de Apoio Social de Oeiras, aos sábados, pelas 16H e em Carnaxide, no Auditório Municipal Ruy de Carvalho, aos domingos, às 11H.

13 de Fevereiro - Oeiras - 16H
CHOPIN - sonata de violoncelo e piano
SCHUMANN - peças de fantasia
  • Jed Barahal - violoncelo
  • Christina Margotto - piano
14 de Fevereiro - Carnaxide 11H
SAINT-SAENS - Carnaval dos Animais
PROKOFIEFF - Abertura sobre temas judaicos, op.34
João Vasco - piano
Eduardo Jordão - piano
António Figueiredo - violino
Witold Dziuba - violino
Hugo Diogo - viola
Irene Lima - violoncelo
Óscar Torres - contrabaixo
Ana Carina Sousa - flauta
Francisco Ribeiro - clarinete
Elizabeth Davis - percussão
~~
Próximos concertos:
Março: 13 e 14
Abril: 10 e 11
Maio: 8 e 9
Outubro: 9 e 10
Novembro: 13 e 14
Dezembro: 11 e 12
~~
mais informações em www.raizesibericas.blogspot.com
~~
Concertos promovidos pela Câmara Municipal de Oeiras com apoio da DGArtes / MC


Etiquetas:

quinta-feira, agosto 13, 2009

Tatiana Pavlova em Oeiras e Carnaxide

O Festival Raízes Ibéricas prossegue sábado, 26 de Setembro, às 16H, no Centro de Apoio Social de Oeiras, com a pianista Tatiana Pavlova.
Interpretará de BEETHOVEN a Sonata nº 27, op. 90, em mi menor (
Mit Lebhaftigkeit und durchaus mit Empfindung und Ausdruck /
Nicht zu geschwind und sehr singbar vorzutragen) e a
Sonata nº 18, op. 31, nº 3, em mi bemol maior
(Allegro / Scherzo: Allegro vivace / Menuetto: Moderato e grazioso / Presto com fuoco). Do programa consta também Aquarelas, obra de sua autoria.
No dia seguinte, domingo, 27 de Setembro, às 11H, no Auditório Ruy de Carvalho, em Carnaxide, Tatiana Pavlova tocará a Sonata nº 29, op. 106, Hammerklavier
(Allegro / Scherzo. Assai vivace / Adagio sostenuto. Appassionato e con molto sentimento / Largo - Allegro risoluto)


Estes concertos são promovidos pela Câmara Municipal de Oeiras e têm o apoio da Direcçao Geral das Artes.

terça-feira, maio 12, 2009

FESTA DA MÚSICA EM DIÁLOGO

Piero Bellugi
O acolhimento do público aos concertos quinzenais de
Música em Diálogo
em Oeiras, promovidos desde há quase um quarto de século, sem interrupção, aos domingos de manhã, determinou a decisão de valorizar o espectáculo de encerramento da primeira parte da temporada.
Assim, domingo, dia 24, o programa começa às 11H, no Auditório Ruy de Carvalho, em Carnaxide, com a presença do Maestro Piero Bellugi. Vai estar à frente da Orquestra Raízes Ibéricas, para dirigir três obras-primas de Vivaldi: As quatro estações (Primavera, Verão, Outono, Inverno) – sendo solista o jovem violinista Pedro Meireles. A seguir, também de António Vivaldi, o mais conhecido dos seus concertos sem solista "concerto alla rustica” - obra que precederá a apresentação de outro jovem mestre - o violoncelista e compositor Vasco Alves que interpretará o concerto em lá menor. O programa inclui ainda a estreia absoluta de Neologismos de José Atalaya, para orquestra de cordas, extraídos das suas peças electrónicas e/ou vocais (sobre poemas de Eugénio de Andrade) em versões de Marina Pikoul e David Lloyd.
O espectáculo prossegue com a participação do pianista Pedro Ferro, a interpretar obras de Schubert e Prokofieff e com o regresso a Oeiras do sempre festejado Quarteto de Saxofones do Porto, constituído por Francisco Ferreira, Gilberto Bernardes, Carlos Ramalho e Hugo Marinheiro, em obras de Haydn, Meijering, Hamel, Iturralde, Piazzolla.
De Ravel, como sempre, o Bolero.

Com entrada livre, o espectáculo realiza-se no
Auditório Ruy de Carvalho, em Carnaxide, terminando cerca das 19 horas.

No dia anterior, 23 de Maio, no Auditório do Centro de Apoio Social de Oeiras, pelas 16H, actuarão os duos Marina Pikoul (piano)/ David Lloyd (viola) e Paula Almeida ( violoncelo) / Maria do Céu Camposinhos (piano). Do programa constam obras de Chopin, Dvorak, Dittersdorf, Glinka, Franck Bridge, Beethoven, Brahms, Luís Costa, Joly Braga Santos e Armando José Fernandes.


Concertos promovidos pela Câmara Municipal de Oeiras, com apoio da Direcção Geral das Artes


quarta-feira, abril 29, 2009

Jorge Moyano em Carnaxide




Domingo, dia 10 de Maio, pelas 11H, no Auditório Municipal Ruy de Carvalho, em Carnaxide, Jorge Moyano interpretará DEBUSSY - suite pour le piano; ALBAN BERG - sonata op. 1; RAVEL - le tombeau de couperin e GERSHWIN - rapsody in blue.

domingo, março 29, 2009

O Festival Raízes Ibéricas prossegue sábado, 25 de Abril, às 16H, no Centro de Apoio Social de Oeiras, com o Quarteto Atalaya, constituído por Vasco Barbosa, Klara Erdei, Teresa Beatriz e Kenneth Frazer.
Vão interpretar o Quarteto nº 11, op. 95, em fá menor de Beethoven e o Quarteto op. 44, nº 3, em mi bemol maior, de Mendelssohn.


No dia seguinte, domingo, 26, às 11H, no Auditório Ruy de Carvalho, em Carnaxide, o duo Marta Eufrázio (violino) e Constantin Sandu (piano) prosseguem a integral de Beethoven, com as sonatas nº 4, em lá menor e nº 7, em dó menor. Ouvir-se-á ainda a harpa eólea de Cláudio Carneyro.






Concertos promovidos pela Câmara Municipal de Oeiras, com apoio da Direcção Geral das Artes

quarta-feira, março 18, 2009

Jorge Moyano toca Beethoven, Brahms e C. Franck em Carnaxide e Oeiras


No próximo fim de semana, a monumentalidade do recital de
Jorge Moyano
torna desejável a sua realização tanto em Oeiras
Auditório do Centro de Apoio Social de Oeiras (junto à estação)
no sábado, dia 21, às 16 horas
como em Carnaxide, no Auditório Municipal Ruy de Carvalho,
no dia seguinte, domingo, 22, às 11 da manhã.
Com efeito, bastaria, para constituir acontecimento extraordinária, a presença do grande intérprete em duas obras máximas do pianismo clássico e romântico – a “Sonata op. 110” de Beethoven (escrita e vivida à beira da morte) e as “Variações e Fuga sobre um tema de Haendel” – das quais o próprio Wagner afirmou: “Divisamos aqui até onde se pode chegar utilizando formas antigas”. Mas Moyano, num supremo esforço, conclui o seu regresso aquele clássico que na op. 110 se afasta do seu próprio classicismo, evoca Brahms “no apogeu do seu tratamento” da forma da variação”, para nos arrastar ainda mais para nos desvendar outro dos fulgores mais sublimes do romantismo recordando-nos a transcendência de uma das derradeiras criações de César Franck – “Prelúdio, coral e fuga”, gigantesco tríptico que o autor escreve aos 61 anos, no fim da vida. Cortot começa por sublinhar tratar-se aqui de um vasto campo de meditações. A obra gerou histórica polémica (provocada por Saint-Saëns) exactamente pela singularidade genial e inovadora do tratamento pessoalíssimo daquelas três formas consagradas desde Bach. Sobretudo pelo carácter da mais imprevisível, inesperada e sábia improvisação que vai flutuando sempre desde o início. Sobre um aparato virtuosístico que atemoriza o mais bem preparado dos executantes.
É uma lição suprema sobre três formas musicais (das mais antigas) entre as quais se destaca a capacidade de gerar a livre modernidade da fuga.

Entrada livre.


Este concerto é promovido pela Câmara Municipal de Oeiras e tem o apoio da Direcção Geral das Artes.